segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Acidente: Mulher não identificada morre atropelada na BR-101, em Goiana

ATENÇÃO! HAVERÁ A SEGUIR IMAGENS DO LOCAL DA OCORRÊNCIA.
SÃO CENAS FORTES E NÃO DEVEM SER VISTAS E NEM COMPARTILHADAS POR MENORES E PESSOAS SENSÍVEIS
Uma mulher ainda não identificada foi encontrada morta após ser atropelada, na madrugada desta segunda-feira (21), na Rodovia BR-101, no município de Goiana, na Mata Norte de Pernambuco. Segundo informações obtidas pelo Blog do Anderson Pereira, o corpo da vítima foi encontrada despedaçada às margens da rodovia federal, próximo da Capela de Santo Antônio do Engenho Novo na entrada da Usina Nossa Senhora das Maravilhas. A polícia afirma que a mulher foi atropelada por vários veículos, uma vez que o local não é iluminado à noite, dificultando a visibilidade dos motoristas.

O corpo da vítima foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML), no Recife.

A 44ª Delegacia de Goiana pede a ajuda da população para identificar a vítima. Qualquer informação poderá ser comunicada pelo número: (81) 3626-8683.


ATENÇÃO! HAVERÁ A SEGUIR IMAGENS DO LOCAL DA OCORRÊNCIA.
SÃO CENAS FORTES E NÃO DEVEM SER VISTAS E NEM COMPARTILHADAS POR MENORES E PESSOAS SENSÍVEIS



1 Comentários:

José sullyvan disse...

montar a imagem ai é sacanagem em #anderson a primeira imagem mostra a vitima com os pés em direção para o acostamento e a cabeça em direção da pista,segundo a primeira imagem a vitima esta trajando short branco e blusa rosa,na segunda é terceira imagem a vitima não esta com vestes de baixo e o de cima é uma blusa listrada branco e verde claro, além disso existe a diferença de distancia entre as faixas de separação de trafego de veiculos e acostamento o quer dizer que essas imagens postadas por vc foram uma montagem... mais atenção da proxima vez que tentar burlar a inteligencia de um leitor !

Postar um comentário

Os comentários aqui postados expressam a opinião
dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do Blog do Anderson Pereira.

 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-