terça-feira, 18 de outubro de 2016

Música: O grupo Violas Caipiras apresenta show em 10 cidades do Estado. Goiana é uma delas

Os músicos Paulo Freire e Levi Ramiro, de São Paulo, que formam o grupo Violas Caipiras vão circular, a partir da próxima segunda-feira (24) até o dia 5 de novembro, por 10 cidades pernambucanas apresentando o repertório que consagrou a viola no meio rural e urbano da região Sudeste. A dupla, que integra o projeto musical Sonora Brasil, do Sesc, traz canções como “Pagode da Praça”, “Cana Verde” e “Brincando com a Viola”, além de músicas de compositores atuais.

A primeira cidade a receber o show é São Lourenço da Mata (24). Na programação, Paulo Freire e Levi Ramiro passam pelos municípios de Goiana (26), Surubim (27), Belo Jardim (28), Garanhuns (30), Arcoverde (31). Em novembro é a vez de Triunfo (1), Bodocó (3), Araripina (4) e Petrolina (5). As apresentações possuem acesso gratuito.

O músico Paulo Freire se destaca como contador de causos e possui experiência com o universo da viola das tradições rurais no sertão do Urucuia, em Minas Gerais. Já Levi Ramiro, é construtor de viola de cabaça, instrumento que será apresentado na circulação.

Serviço:

Sonora Brasil – Violas Caipiras

Dia 24: São Lourenço da Mata – 19h
Local: Sesc Ler São Lourenço da Mata

Dia 26: Goiana – 20h
Local: Centro Cultural Antônio Corrêa de Oliveira, Sesc Ler Goiana

Dia 27: Surubim – 20h
Local: Auditório Escola Severino Farias

Dia 28:  Belo Jardim – 20h
Local: Cine Teatro Cultural

Dia 30: Garanhuns – 20h
Local: Salão de Eventos do Sesc Garanhuns

Dia 31: Arcoverde – 20h
Local: Teatro Geraldo Barros

Dia 1/11: Triunfo – 20h
Local: na Igreja do Rosário

Dia 3/11: Bodocó – 20h
Local: Hotel Bodocó

Dia 4/11: Araripina – 20h
Local: Lions Club

Dia 5/11: Petrolina – 20h
Local: Teatro Dona Amélia, Sesc Petrolina.

Assessoria

0 Comentários:

Postar um comentário

Os comentários aqui postados expressam a opinião
dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do Blog do Anderson Pereira.

 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-