segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Polícia: Sargento da PM é morto com tiros a caminho do trabalho na Paraíba

Segundo a delegada, policial foi alvo de seis disparos de arma de fogo. Motocicleta em que ele seguia também foi levada.

Um sargento da Polícia Militar foi morto com seis tiros na tarde deste sábado (6) em Pedras de Fogo, na Zona da Mata da Paraíba. Segundo informações da Tenente Mônica, da PM, o policial estava a caminho do trabalho quando foi abordado e sua motocicleta também foi levada. Dois suspeitos do crime foram presos durante a tarde. A princípio a PM chegou a divulgar que tiham sido nove os disparos, mas a informação foi corrigida pela delegada do caso.

Com um dos suspeitos presos foi encontrada uma arma que pode ter sido utilizada no crime e uma motocicleta roubada, que estava sendo desmanchada, mas que não era a do policial.

A delegada Rubenita Nóbrega Régis, que investiga o caso, diz que a polícia está investigando se o policial foi  vítima de roubo seguido de morte ou se a intenção era execução. Ela disse que não vai falar detalhes para não atrapalhar na investigação.

O policial morava em Caaporã, trabalhava como guarda da cadeia pública de Pedras de Fogo e pertencia à Companhia de Polícia Militar de Alhandra. O crime aconteceu em uma estrada de barro conhecida na região como Estrada do Gás, próximo ao posto fiscal da BR-101.

G1
Polícia: Detidos quatro suspeitos de assassinar sargento da PM a tiros e roubar moto e arma dele

Com o grupo foi apreendido um revólver de calibre 32, que pode ter sido usado na ocorrência, e uma motocicleta roubada, que não era do policial assassinado

Após mobilização das polícias Civil e Militar de Alhandra, no Litoral Sul do estado, a 32 km de João Pessoa, quatro suspeitos de assassinar um sargento da PM e roubar a moto dele e uma arma foram detidos na Zona Rural do município vizinho de Pedras de Fogo, local onde ocorreu o crime, a 42 km da Capital, e em Itambé (PE), que faz divisa com a Paraíba, no fim da tarde desse sábado (6).

Segundo a delegada Rubenita Nóbrega Régis, que registrou o caso na delegacia de Alhandra, o grupo teria confessado o crime, mas a possível natureza dele (latrocínio ou execução) não foi apurada.

Com o bando foi apreendido um revólver de calibre 32, que pode ter sido usado na ocorrência, e uma motocicleta roubada, que não era do policial assassinado. O veículo da vítima e a arma roubada não haviam sido localizados até a manhã deste domingo (7). Conforme explicou a delegada, a polícia continuaria investigando o caso, através do Núcleo de Homicídios de Alhandra, a procura da moto e averiguando se poderiam existir mais suspeitos.

Os detidos foram conduzidos à carceragem da Polícia Civil de Alhandra, de onde seguiriam para o Hospital Regional da cidade, onde passariam por exames neste domingo. Em seguida, seriam direcionados para a Cadeia Pública de Pedras de Fogo.

PortalCorreio

0 Comentários:

Postar um comentário

Os comentários aqui postados expressam a opinião
dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do Blog do Anderson Pereira.

 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-