quinta-feira, 16 de junho de 2016

Polícia: Proprietário de abrigo é autuado em flagrante‏

O local não tinha licença para funcionar e atendia a 37 idosos de forma precária.

Durante fiscalização nessa quarta-feira, 15, no município de Itapissuma, com a participação da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos, Centro Integrado de Atenção e Prevenção à Violência contra a Pessoa Idosa, Procon e Mecanismo de Combate à Tortura, a Delegacia do Idoso autuou em flagrante o responsável pela Instituição de Longa Permanência, Linaldo José da Silva. Ele mantinha no local 37 idosos em situação de abandono, cárcere privado, e retinha os Cartões de Pagamento dos mesmos.

O local funcionava de forma irregular sem licença da Vigilância Sanitária, com alimentos vencidos, deficiência nas medicações e falta de higiene.

Muitos idosos estavam acomodados em um galpão sem ventilação suficiente e se alimentavam de maneira precária. De acordo com o sr. L.C., os idosos não podem sair do local para passear e não têm uma alimentação variada. Ele revela que foi levado para a instituição, pelo próprio Linaldo, que prometeu acomodá-lo em uma casa bem estruturada. Além disso tomou conta dos proventos e dos documentos da vítima.

De acordo com a coordenadora do Centro Integrado de Atenção e Prevenção à Violência contra a Pessoa Idosa, CIAPPI, Dilma Rodrigues, o que se vê na propriedade são casos de abandono, tanto da família como do responsável pela casa. Além disso, não há profissionais para atendê-los adequadamente. São apenas três cuidadoras em cada turno. Também foi constatado o crime de retenção do cartão de pagamento.

Já os fiscais do Procon e da Vigilância Sanitária de Itapissuma encontraram na cozinha do estabelecimento alimentos com data de validade vencida.

A Delegacia do Idoso autuou em flagrante o dono da instituição, Linaldo José da Silva, que prestou depoimento agora à tarde, junto com uma funcionária e uma vítima.

Agora, os fiscais que participaram na fiscalização vão elaborar um relatório com informações sobre todas as irregularidades encontradas na ILPI. Este documento será entregue a Promotoria de Justiça de Itapissuma, que vai analisar e atuar na busca e apreensão dos documentos dos idosos e na interdição da ILPI.
Assessoria

0 Comentários:

Postar um comentário

Os comentários aqui postados expressam a opinião
dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do Blog do Anderson Pereira.

 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-