segunda-feira, 21 de março de 2016

Programa Cunhatã: Grupo Curumim faz estudo da Lei Orgânica do Município de Goiana com profissionais de saúde e educação

Ação faz parte do programa Cunhatã e dá continuidade a curso realizado com profissionais do município

O Grupo Curumim, organização não governamental feminista, realiza nesta segunda (21) e terça-feira (22), ação de continuidade do Curso de Formação em Saúde e Direitos Sexuais e Reprodutivos, realizado em fevereiro com 25 participantes do município, entre eles conselheiros tutelares e da saúde, assistentes sociais, educadores e profissionais de saúde. A atividade faz parte do programa Cunhatã, que realiza formações e os discute direitos sexuais e reprodutivos com jovens do município.

Serão dois de discussões sobre saúde, educação e assistência, e será realizado um estudo sobre a Lei Orgânica do Município de Goiana. O encontro acontece na Faculdade de Formação de Professores de Goiana, das 8h30 às 17h30, e tem apoio da Secretaria de Educação e Saúde do Município. "Esta atividade representa a fundamentação do exercício da cidadania para estes profissionais", avalia Sueli Valongueiro, uma das coordenadoras do Grupo Curumim.

A coordenadora da Sociedade das Mulheres Negras de Pernambuco - Uiala Makuji, Vera Barone, que integra a equipe de técnicas desta atividade, complementa: "Através desta ação, esse grupo terá consciência das hierarquias da lei, desde a Constituição até as leis municipais, como é o caso deste documento, o que colabora com a consciência de suas atividades profissionais no município de Goiana.

SERVIÇO:
Estudo da Lei Orgânica do Município de Goiana com participantes do Curso de Formação em Saúde e Direitos Sexuais e Reprodutivos do Programa Cunhatã
Quando: 21 e 22 de março (segunda e terça-feira)
Horário: 8h30 às 17h30
Local: Faculdade de Formação de Professores de Goiana (Rua Poço do Rei, Goiana, PE)
Público: profissionais de saúde e educação do município.

Assessoria

0 Comentários:

Postar um comentário

Os comentários aqui postados expressam a opinião
dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do Blog do Anderson Pereira.

 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-