sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Goiana: Fred Gadelha sofre derrota no Conselho Municipal de Saúde

O prefeito de Goiana, Fred Gadelha, sofreu um duro golpe na tentativa de contratar uma Organização Social (OS), através de um processo licitatório, para realizar o gerenciamento, operacionalização e execução de ações e serviços de saúde em todo o município. Todo o processo daria, no total, R$ 43.000.000,00 (quarenta e três milhões de reais).

Nesta quinta-feira (26), o Conselho Municipal de Saúde rejeitou a proposta da Prefeitura. Segundo informações apuradas pelo Blog do Felipe Andrade, foi realizada uma votação e a Prefeitura sofreu uma goleada, perdendo por 8 a 3.

O resultado da votação teria gerado grande insatisfação no secretário de Saúde de Goiana, Rosano Freire Carvalho. Visivelmente aborrecido com a derrota sofrida no Conselho, o secretário teria afirmado que a Prefeitura irá agora acionar a justiça.

A justiça, por sinal, já demonstrou estar atenta aos planos da Prefeitura de Goiana em relação a saúde no município. No final de outubro a primeira câmara do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE-PE) homologou uma medida cautelar com relação ao processo licitatório da Prefeitura de Goiana referente a saúde (saiba mais clicando aqui). Segundo a equipe técnica do TCE-PE, a elaboração do processo apresentava algumas falhas, como a omissão de convite ao Conselho Municipal de Saúde para a elaboração do edital licitatório, o aumento de despesa com pessoal em virtude da contratação de uma organização social para a prestação de serviço de saúde, entre outros.

A derrota da proposta da Prefeitura no Conselho Municipal de Saúde não chega a ser uma surpresa. No dia 22 de outubro, através de uma resolução divulgada nas redes sociais, o Conselho já havia se posicionado antecipadamente sobre a possibilidade de terceirizar os serviços da Saúde. Confira:
Fonte: BlogdoFelipeAndrade

0 Comentários:

Postar um comentário

Os comentários aqui postados expressam a opinião
dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do Blog do Anderson Pereira.

 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-