quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Goiana: Sinsepumg e AMACS partem para ofensiva e promovem uma série de protestos contra o prefeito Fred Gadelha


O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Goiana (Sinsepumg) e a Associação Municipal dos Agentes Comunitários de Saúde (AMACS) não se conformam com o fato do prefeito Fred Gadelha (PTB) ter negado um aumento salarial de 10%, que já havia sido prometido por ele anteriormente. E o sentimento de revolta de uma parte dos servidores parece crescer a cada dia. Ontem (6) a noite, aproximadamente 100 trabalhadores participaram do segundo protesto de uma série que está programada para acontecer em Goiana, na Mata Norte de Pernambuco.

Desta vez a concentração aconteceu na Praça Duque de Caxias, no centro da cidade. Os servidores utilizaram apitos, narizes de palhaço e faixas para criticar a atual gestão municipal. Em uma das faixas estava escrito "Cidade dos oportunistas", uma clara ironia ao slogan oficial da atual administração. Outra faixa cobrava o prefeito Fred Gadelha (PTB), "Prefeito, cumpra sua palavra" e em outra citava a falta de diálogo com a classe, "Fred, prefeito fujão".

Da concentração, os servidores partiram em caminhada até a Avenida Marechal Deodoro da Fonseca (Rua Direita), para acompanhar a sessão da Câmara de Vereadores. Os parlamentares da bancada oposicionista como, por exemplo, Eduardo Batista, Olga Sena, Zilde Barbosa, Beto Gadelha e Arnaldo Compensado utilizaram a tribuna da Casa José Pinto de Abreu para prestar solidariedade aos servidores e foram aplaudidos efusivamente. Já os vereadores da bancada governista (Bruno Salsa, André Rabicó, Amanda Gomes, Ana Silveira e Laércio Melo) optaram pelo silêncio, talvez intimidados pela presença popular.

Um novo protesto está marcado para acontecer na manhã da próxima quinta-feira (8). A intenção do Sinsepumg e da AMACS é realizar dois protestos por semana, sempre nas terças e quintas. Segundo informações dos servidores, os organizadores também estão vendo a possibilidade de ocupar determinadas Secretarias para pressionar a gestão.

Com informações do BlogdoFelipeAndrade

3 Comentários:

 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-