sábado, 15 de agosto de 2015

Política: Líder do DEM, Mendonça Filho, representa no Ministério Público contra o presidente da CUT por crimes de incitação à violência

O líder do Democratas na Câmara dos Deputados, Mendonça Filho, protocolou hoje (14/08), representação junto ao Ministério Público, em Brasília, pedindo a responsabilização criminal, do presidente da CUT, Vagner Freitas, pela prática dos crimes de “incitação, publicamente, a prática de crime”, previsto no Código Penal, e de chamamento “à luta com violência entre as classes sociais”, previsto na Lei de Segurança Nacional.  A representação tem como base as declarações de Vagner Freitas, num evento no Palácio do Planalto, defendo “ir às ruas entrincheirados, com armas nas mãos”, para defender o Governo Dilma.

“Esse discurso de ódio, pregando a violência, não mete medo na Oposição, muito menos na sociedade, porque estamos num Estado de Direito. Vivemos na Democracia brasileira e não na ditadura do PT”, afirmou. Segundo o líder do DEM, basta assistir ao vídeo da fala do presidente da CUT para ver que foi uma declaração de guerra contra os movimentos sociais que têm ido às ruas para protestar contra o Governo Dilma. E não, como tentou desfazer depois, uma figura de retórica.

Na representação, o parlamentar cita o fato de o discurso radical do presidente da CUT ter sido feito a três dias da realização de mais uma mobilização da sociedade, que se opõem ao Governo Federal, marcado para o dia 16/08. No próximo domingo diversos movimentos sociais estão chamando a população, em todo o País, para ir às ruas protestar contra o Governo Dilma.

O líder do DEM questiona, também, o fato de esta “convocação” da CUT para pegar em armas tenha sido feito dentro do Palácio do Planalto, num evento com a presença da presidente Dilma e de ministros. “Isso é um escândalo, principalmente se considerarmos a omissão da presidente diante do fato. O que, na verdade, respalda a prática desses crimes”, criticou.

Assessoria

0 Comentários:

Postar um comentário

Os comentários aqui postados expressam a opinião
dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do Blog do Anderson Pereira.

 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-