segunda-feira, 6 de julho de 2015

Goiana: Vítima morre de infarto a caminho do hospital. Atendimento do SAMU demorou, pois médico havia abandonado o plantão

Um homem morreu em via pública após sofrer um suposto infarto, na tarde da última terça-feira (30), no centro de Goiana, na Mata Norte. Segundo familiares, o goianense Evaldo Oliveira da Silva, de 51 anos, estava caminhando com destino ao Hospital Belarmino Côrreia, na cidade, pois estava sentindo dores no peito, mas quando chegou na Rua da Alegria, nas proximidades da Escola Estadual Benigno Araújo, ele ficou desorientado e caiu, falecendo em seguida. Após vários minutos de espera, finalmente uma viatura de Unidade de Suporte Básico do SAMU apareceu, mas constatou o óbito e foi embora, sem acionar a polícia militar ou civil, abandonando o corpo em via pública. A funerária foi acionada e conduziu o corpo para a Delegacia de Polícia de Goiana, onde foi encaminhado para o Serviço de Verificação de Óbito no Instituto Médico Legal (IML), no Recife.

De acordo com funcionários da Secretaria de Saúde, a viatura demorou a chegar pois o médico de plantão e também coordenador do SAMU, João Maximo, estava na Secretaria de Saúde, e não na base, de plantão, como deveria. Ele teria exigido que a viatura passasse primeiro na Secretaria, para pegá-lo. E de lá, fosse pra o local da ocorrência, exigindo um tempo de resposta maior até o local do socorro.

Deixar o posto, mesmo que no final do período de trabalho, é caracterizado como abandono de plantão, previsto no artigo nº 9 do Código de Ética Médica, podendo implicar pena nos âmbitos civil, criminal e ético.

O mesmo profissional já foi responsável por estacionar o seu veículo na calçada, em frente da Secretaria de Saúde, no início do mês de maio. (Leia mais!), e também por desviar, sem autorização da central do SAMU, uma viatura para socorrer uma amiga na cidade de Campina Grande, na Paraíba, durante a gestão do ex-prefeito Henrique Fenelon de Barros.

Esperamos que a Prefeitura de Goiana possa apurar esse caso, pois a população é a principal prejudicada com atitudes como essa.

1 Comentários:

Anônimo disse...

Isso é um absurdo, a SAMU já demora e o camarada ainda quer fazer a viatura dencarro particular, infelizmente a vida humana não te valor pra esse tipo de gente.

Postar um comentário

Os comentários aqui postados expressam a opinião
dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do Blog do Anderson Pereira.

 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-