quarta-feira, 22 de julho de 2015

Abandono de Plantão: Médico envolvido em polêmica recebe voto de repúdio da Câmara Municipal de Goiana

Com seis votos a favor (Arnaldo Compesado, Zilde Barbosa, Beto Gadelha, Ramilson Cabeleireiro, Paula de Joca e Bruno Salsa) e um contra (Eduardo Batista), a Câmara de Vereadores do município de Goiana, na Mata Norte de Pernambuco, aprovou durante a sessão extraordinária da última sexta-feira (18), voto de repúdio contra o médico do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), João Maximo Malheiros Feliciano, de 67 anos, referente ao abandono de plantão durante uma ocorrência.

O voto de repúdio, de autoria do vereador Arnaldo Oliveira, foi solicitada após a postura do médico em relação ao não atendimento, em tempo hábil, de uma vítima de infarto em via pública, no dia 30/06/2015, pois naquele momento ele estava tratando de assuntos particulares na Secretaria de Saúde municipal, enquanto deveria estar na base do SAMU. O vereador criticou o descaso na Saúde Pública e enfatizou que a omissão do médico foi o maior dos pecados.

O vereador Beto Gadelha ironizou sobre as possíveis ações do prefeito sobre as denúncias apresentadas. "Mesmo o voto de repúdio sendo aprovado, creio que o prefeito Fred Gadelha não fará nada contra esse profissional, até porque ele é de João Pessoa, e faz parte da mesma república do prefeito, além de ganhar uma fortuna do município. É dessa forma que ele trata os funcionários desse tipo, enquanto isso os bons servidores continuarão sofrendo assédio moral", comentou.

Eduardo Batista justificou o voto contrário ao repúdio afirmando que durante as festividades de comemoração aos 445 anos de Goiana, durante o mês de maio, necessitou de uma transferência de uma paciente do Hospital Belarmino Côrreia para uma unidade hospitalar no Recife, e foi bem atendido pelo profissional.

Já o vereador Bruno Salsa criticou a atuação do médico em Goiana, "O SAMU não é pra quem gosta não. Trabalhar ali é pra quem ama. Já recebi muitas denúncias deste senhor. Já houve ocasião em que o mesmo médico discutiu com a central de regulação de Recife, pois na mentalidade dele, a Unidade de Suporte Avançado (USA), não necessitaria ser acionada, para que o médico não fosse até determinada ocorrência. A unidade de regulação foi construída com esse objetivo, mas as determinações não são atendidas. Ele envia as Unidades de Suporte Básico (USB), para que assim, possa aproveitar o restante da madrugada e dormir. Mas, quem gosta do serviço e realmente veste a 'camisa', não pensa que vai perder uma madrugada de sono, mas está preocupado em salvar uma vida, seja ela quem for. Cadê o respeito à vida, a valorização dos princípios éticos e a responsabilidade de quem um dia fez um juramento. Quando ele [João Máximo] veste aquele macacão do SAMU, quando entra naquela base, e quando promete salvar vidas, ele tem por obrigação sair para as ocorrências quantas vezes forem necessárias", falou na tribuna da casa.

Os vereadores André Rabicó, Ana Silveira, Josemar Leite e Olga Sena se abstiveram da votação. Amanda do Peixe, Laércio Melo e Valdete Cruz faltaram a sessão.

O caso de abandono de plantão citado na Câmara foi denunciado - no início do mês - pelo Blog do Anderson Pereira (Leia mais!).

0 Comentários:

Postar um comentário

Os comentários aqui postados expressam a opinião
dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do Blog do Anderson Pereira.

 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-