sexta-feira, 5 de junho de 2015

Goiana: Fábrica Jeep é recomendada para receber ISO 14001 em gestão ambiental

Na semana do meio ambiente, o Polo Automotivo Jeep conquista reconhecimento internacional por sua atuação na prevenção de impactos ambientais. A planta industrial, localizada em Goiana (PE), foi recomendada para receber o selo ISO 14001 em Sistema de Gestão Ambiental (SGA). Pouco mais de um mês após a sua inauguração, a Jeep comprova que todo o processo produtivo da fábrica é realizado com alto respeito às questões ambientais.

De acordo com Cristiano Félix, gerente de meio ambiente, saúde e segurança do trabalho da FCA – Fiat Chrysler Automobiles para a América Latina, a certificação reafirma a política focada no uso racional de recursos naturais e resíduos gerados no Polo. “O selo é um ganho para todos os setores da fábrica. Com ele, conseguimos desenvolver, implementar e manter nossa política ambiental em consonância com os requisitos legais relacionados ao meio ambiente em toda a planta. Melhoramos as nossas operações e praticamente eliminamos riscos de responsabilidade ambiental gerados na fábrica”, explica Cristiano.

A avaliação levou em consideração também os conceitos sustentáveis inovadores adotados pelo Polo Jeep, que foi idealizado e construído para geração de baixo impacto ambiental. Para obter a ISO 14001, a empresa desenvolveu um conjunto de procedimentos, atividades, estruturas organizacionais e controles usados pela empresa em relação ao meio ambiente.

Práticas avançadas de gestão ambiental são contempladas em todos os processos da planta Jeep. Por exemplo, 98% da água consumida no Polo será reaproveitada diretamente na produção de automóveis e em outras atividades como irrigação de plantas. A fábrica utiliza umciclo compacto de pintura e com isso, a fase intermediária de aplicação do primer – usada na produção da maior parte dos carros brasileiros não é será realizada, gerando diminuição do consumo de água, energia e emissão de gases.

A redução do uso de energia também acontece com a utilização de compressores inteligentes nos sistemas de refrigeração, que funcionam por módulos e são ativados quando necessário, evitando uso contínuo. Nos telhados de prédios da fábrica como as unidades de Prensas e do Communication Center, placas de lentes prismáticas garantem a iluminação natural dos galpões, sem que haja transferência de calor. A automação do controle do sistema de ar comprimido em toda planta Jeep também está contribuindo significativamente para o menor consumo de energia. A tecnologia gerencia o uso simultâneo e eficiente de vários compressores por meio do compartilhamento da carga e da redução de ar, evitando o consumo da energia desnecessária para alimentar a demanda. Sem a automação, o desperdício poderia chegar a 60%.
A planta Jeep conta com uma Ilha Ecológica de três mil metros quadrados, espaço onde todo resíduo gerado nas áreas industrial e administrativa passa por identificação e segregação final.O espaço é dividido em baias exclusivas para papel/papelão, plástico, metal, isopor, entre diversos outros tipos de resíduos. O desafio dessa equipe é fazer com nenhum material seja enviado para aterro, priorizando métodos modernos e ecoeficientes, para obter o máximo de reciclagem e reutilização, dento do conceito Aterro Zero. Em efeito cascata, essa política da planta Jeep traz como reflexo o fomento à criação de novos negócios na cadeia da reciclagem na região.

A lógica do descarte de materiais não está restrita à rotina da Ilha Ecológica. Todas as áreas de produção da planta Jeep estão integradas às diretrizes de redução de geração de resíduos. Os empregados têm treinamento contínuo para a prática dos 5Rs: Recuse, Reduza, Reutilize, Recicle e Recupere, inserida na metodologia do World Class Manufacturing (WCM), adotada por todas as empresas do Grupo FCA no mundo para melhorar a eficiência da produção e eliminar perdas e desperdícios.

O Polo Automotivo Jeep também cuida da preservação do meio ambiente com o projeto de biodiversidade Nosso Verde. Um estudo inédito foi realizado a partir do resgate histórico da flora da Zona da Mata Norte: ao todo, foram inventariadas mais de 600 espécies nativas e, já no início do projeto de paisagismo, foram selecionadas cerca de 140 espécies diferentes, que estão sendo plantadas no entorno da fábrica, das quais aproximadamente 17 em extinção.

Assessoria

1 Comentários:

logit India disse...

Excellent ISO certification Process and also provide ISO training ,best customer satisifaction Quality Services in singapore Qscert?

Postar um comentário

Os comentários aqui postados expressam a opinião
dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do Blog do Anderson Pereira.

 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-