quarta-feira, 13 de maio de 2015

Pernambuco: Oposição denuncia descaso do Governo com Sistema de Saúde dos Servidores (Sassepe)

Governo do Estado deve hoje ao sistema mais de R$ 30 milhões

Em pronunciamento no plenário da Assembleia Legislativa, nesta terça-feira (12), o líder da bancada de oposição, deputado Silvio Costa Filho (PTB), cobrou do Governo de Pernambuco uma atenção especial à série de problemas enfrentados pelo Sistema de Assistência à Saúde dos Servidores do Estado (Sassepe).

O Sassepe atende hoje a 182 mil pessoas - 100 mil servidores e 82 mil dependentes - e tem sofrido com a falta de recebimento de recursos por parte do Governo do Estado e com a precariedade de serviços oferecidos aos seus usuários. Silvio lembrou, inclusive, que o Governo do Estado deve hoje ao sistema mais de R$ 30 milhões.

O parlamentar afirmou que ouve permanentemente dos servidores do Sassepe e dos usuários do sistema relatos da situação lamentável em que se encontra o atendimento de saúde do órgão. “Os depoimentos que nos têm chegado é que servidores estão se aposentando e o quadro não é recomposto, que estão faltando médicos, faltando medicamentos, e os servidores do Estado têm uma imensa dificuldade de conseguir inclusive acesso a exames médicos”, relatou.

O parlamentar afirmou que a Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa vai iniciar uma ampla discussão sobre o sistema e antecipou que organizará uma visita ao hospital do Sassepe (Hospital dos Servidores Públicos do Estado), no Recife, para conversar com representantes do órgão e também visitar as obras de ampliação do espaço, que estão paralisadas há mais de oito meses. “Eu quero convidar uma comissão de deputados estaduais, do governo e da oposição, para fazermos uma visita ao Sassepe e lá conversarmos com os servidores e também conferirmos estas obras”, reforçou.

Silvio chamou a atenção também para a falta de financiamento das cooperativas em todas as regiões do Estado, o que tem provocado a desmobilização dos profissionais de saúde e a falta de atendimento médico aos usuários. “Há um déficit financeiro imenso, que não tem permitido ao Sassepe honrar os compromissos com seus servidores e quem paga com isto são os servidores do Estado, que não têm acesso aos serviços de assistência de saúde”, cobrou.

A representante dos servidores do Sassepe, Beatriz Gomes, reforça que uma das principais necessidades é que o Estado libere os recursos necessários para sanar o déficit com o sistema. “Esperamos esta liberação para que o Sassepe volte a funcionar dentro de sua normalidade, atendendo bem aos servidores. Afinal, os usuários pagam religiosamente em dia pelo serviço e precisam ter um atendimento de qualidade, à altura da contribuição que dão”, finaliza.

Ao final de seu pronunciamento, Silvio apresentou algumas reivindicações dos servidores do Sassepe que precisam ser tomadas emergencialmente pelo Governo do Estado. São elas:
• Realização de concurso público tanto para as áreas administrativas quanto nas especialidades médicas;
• Implantação de igualdade de contribuição entre Governo do Estado e Servidores. Hoje, o conjunto de servidores contribui mensalmente com recursos da ordem de R$ 18,3 milhões. O Estado repassa R$ 6,3 milhões ao mês, além do pagamento da folha salarial dos servidores efetivos e contratos temporários;
• Continuidade e aceleração das obras do Hospital dos Servidores e construção de dois hospitais no interior;
• Manutenção da agência do Sassepe em Petrolina e implantação de novas unidades no interior do Estado.

Assessoria

0 Comentários:

Postar um comentário

Os comentários aqui postados expressam a opinião
dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do Blog do Anderson Pereira.

 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-