quarta-feira, 27 de maio de 2015

Economia: Polo Automotivo Jeep atrai novos fornecedores para Pernambuco

Mais de 20 empresas globais deverão se instalar próximo ao complexo automotivo

Um mês após a sua inauguração, o Polo Automotivo Jeep trabalha para a instalação de novos fornecedores nas proximidades da empresa, na Zona da Mata Norte de Pernambuco. A FCA – Fiat Chrysler Automobiles está em negociações avançadas com mais de 20 empresas fornecedoras de peças e serviços para que instalem unidades de produção nas proximidades da planta de Goiana.

O processo dá continuidade à estratégia de localização de componentes da produção da Jeep. “Deste modo, vamos acelerar e reforçar a pernambucanização de nossa cadeia de fornecedores, contribuindo de modo decisivo para a industrialização da Zona da Mata Norte e de Pernambuco”, afirma Antonio Damião, diretor de gestão de Projetos Estratégicos da Fiat Chrysler Automobiles (FCA).

Dos fornecedores que já abastecem o Polo Automotivo Jeep a partir de outros estados do Brasil, 11 já demonstraram interesse em se instalar em Pernambuco num raio entre 15 e 20 quilômetros da fábrica Jeep.

- Usimequi (Pernambuco, Brasil) - serviços de manutenção de ferramentas;
- Baterias Moura ( Pernambuco, Brasil ) – baterias e serviços;
- Hutchinson (França) – guarnições de borracha (partes móveis e vidros);
- Sulbras (Rio Grande do Sul, Brasil) - Door Plate (T2, fornece para a Brose), Co-Injeção do Front End Model (T2, fornece para a Denso);
- Belga Matrizes (Rio Grande do Sul, Brasil) - manutenção dos moldes de injeção;
- Autometal (Espanha)– peças plásticas;
- Comau (Itália) – fornece linhas de solda da Funilaria Jeep e linhas de solda da Magnetti Marelli Welding;
- Nakayone (Espanha) – estampagem e solda;
- Hexagon Metrology (Suíça) - equipamentos de medição para Centro de Componentes e Serviços de medição;
- Sofir (Itália) - instalação de prensas Komatsu e manutenção dos estampos;
- Benteler (Alemanha) - estampados a quente (hot stamping).
O plano de atração de fornecedores foi concebido para complementar as linhas estratégicas de produtos não presentes no Parque de Fornecedores instalado no Polo Automotivo Jeep, além de fornecedores de níveis 2 e 3 ( tiers 2 e 3, ou fornecedores dos fornecedores) e empresas de manutenção diferenciada de equipamentos e ferramentas do Polo. “Em primeiro lugar, estamos selecionando as linhas de produtos que queremos atrair para nosso entorno, bem como definindo quais fornecedores de primeiro, segundo e terceiro nível terão papel essencial. Por fim, consideramos estratégico atrair empresas especialistas em manutenção com padrão de classe mundial, para dar suporte a todo o polo e seus fornecedores”, adianta Damião.

Os principais processos de material direto incluem injeção de peças plásticas, co-injeção, extrusão, peças estampadas, conjuntos soldados, pintura, conjuntos extrudados de borracha, montagens, estocagem e sequenciamento. Os serviços de manutenção diferenciada serão voltados para ferramentas (estampos e moldes de peças plásticas), equipamentos, dispositivos, embalagens e racks, predial e utilidades, peças de reposição, centro de usinagem, centro de try out (prensas e injetoras), sala metrológica e placas PLC (Controlador Lógico Programável).

Paralelamente, a empresa também já assinou Memorandos de Entendimento com dois empreendedores locais, para que instalem dois parques industriais, logísticos e de serviços capazes de abrigar estes novos fornecedores. As empresas que abastecerão o Polo Automotivo Jeep estarão localizadas dentro dos condomínios Armazenna Itapissuma e Cone Goiana.

Nesse modelo de negócio, a FCA gera condições para que novos fornecedores se instalem nas proximidades da fábrica Jeep, enquanto estimula dois investidores privados a criarem complexos nos quais os fornecedores possam dispor de galpões adequados a receber suas instalações e equipamentos. Desta forma, cada fornecedor interessado em instalar-se negociará com os condomínios buscando as melhores condições, optando por um deles ao final das negociações.

Quem são os empreendedores locais

Armazenna Itapissuma - É uma sociedade formada pela GL Empreendimentos e pela Cavalcanti Petribu Empreendimentos. A GL é um grupo pernambucano com atuação nos segmentos de complexos industriais, logísticos e de serviços, shopping centers, energia, indústria de alimentos e empreendimentos imobiliários. O grupo Cavalcanti Petribu atua nos segmentos sucro-energético (açúcar, etanol e energia), tratamento e destinação final de resíduos e empreendimentos imobiliários.

Cone Goiana (Condomínio de Negócios) - Foi criado em 2010 da parceria da Conepar - Moura Dubeux Engenharia com o Fundo de Infraestrutura gerido pela Caixa Econômica Federal (FI-FGTS), e hoje, depois de quatro anos, conta com 600 mil m² sob sua gestão. O seu negócio é prover soluções integradas de infraestrutura industrial e logística multimodal sob medida para os clientes, atuando próximo a portos, aeroportos e polos de desenvolvimento. Seus principais empreendimentos hoje são Cone Suape (Cabo de Santo Agostinho, Pernambuco) e Cone Aratu (Simões Filho, Bahia).

Dados Relevantes

- Expectativa de geração de aproximadamente 1 mil empregos durante a construção civil dos Complexos Industriais, Logístico e de Serviços, sendo que 40% dessas pessoas estarão dedicadas às obras dos galpões para os fornecedores Jeep;
- Geração de mais de 1,5 mil empregos diretos entre o final de 2016 e o primeiro trimestre de 2017, nos fornecedores da fábrica Jeep;
- Mais de 90% desta força de trabalho será de moradores da região da Zona da Mata Norte;
- Os investimentos em equipamentos estão estimados em R$ 300 milhões (somente de fornecedores da Jeep);
- Previsão de investimentos em construção civil da ordem de R$ 150 milhões ( galpões e estruturas destinadas aos fornecedores Jeep).

Assessoria

0 Comentários:

Postar um comentário

Os comentários aqui postados expressam a opinião
dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do Blog do Anderson Pereira.

 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-