sexta-feira, 1 de maio de 2015

Denúncia: Internauta denuncia focos de dengue e lixo pelas ruas de Goiana


O servidor público João Dias denunciou ao Blog do Anderson Pereira sobre o acúmulo de lixo e focos de dengue em várias ruas no município de Goiana, na Mata Norte de Pernambuco, no último domingo (26). O internauta criticou a prestação do serviço de limpeza e denunciou a falta de políticas públicas efetivas no combate à dengue na cidade. "No domingo à tarde, horário ideal para passear pela cidade, em vez de rever e cuidar de seus pontos turísticos, seus cartões postais, pude constatar que o destaque é o lixo acumulado nas esquinas das ruas e que a gestão atual, geradora de oportunidades, investe pesado numa fábrica de dengue localizada nos fundos da abandonada casa de Adelmar Tavares, que enquanto trovador, elevou o nome de Goiana com sua arte, o prefeito, com a dele, colocou o município no lixo e na lama", disse.

O internauta ainda comentou sobre o crescente aumento dos casos de dengue em Goiana. "Segundo os dados divulgados recentemente pela imprensa, as notificações de goianenses com dengue só fazem crescer e o município não faz nada. Estão colocando nas ruas apenas um carro fumacê, mas só isso não basta. A Secretaria de Saúde ficará de braços cruzados enquanto a dengue se espalha pela cidade?", criticou.

Em algumas imagens percebe-se a presença de um tanque de água destampado, que representa um grande risco para a saúde pública por ser um potencial foco de dengue.

O acúmulo de lixo nas ruas também contribui para a obstrução das galerias e os alagamentos, o que vem provocando grandes transtornos à sociedade goianense.

Denúncias e flagrantes em fotos e vídeos poderão ser encaminhados para o whatsApp do Blog através do número (81) 9292-6725.

0 Comentários:

Postar um comentário

Os comentários aqui postados expressam a opinião
dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do Blog do Anderson Pereira.

 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-