quarta-feira, 1 de abril de 2015

Goiana: Mendonça Filho pede ao Governo do Estado agilidade na criação da Companhia independente da PM

Atendendo a uma importante demanda da população de Goiana, na Mata Norte de Pernambuco, o deputado federal Mendonça Filho, pediu ao Governo do Estado celeridade no processo de criação da Companhia Independente da Policia Militar no município. No ofício encaminhado ao Secretário de Defesa Social, Alessandro Carvalho, Mendonça Filho explicou que a instalação da Companhia em Goiana vai garantir melhor estrutura para que a Polícia Militar reforce a segurança na cidade e na Mata Norte. "A criação da Companhia gerou expectativa positiva na população da região e ansiedade quanto ao prazo de finalização desse processo e ativação do serviço", explicou Mendonça.

Antes de enviar o ofício para a SDS, o deputado Mendonça Filho discutiu o assunto com o vereador de Goiana, Bruno Salsa, numa audiência, em seu escritório no Recife. Bruno Salsa pediu ao deputado apoio no sentido de reforçar esse pleito do povo de Goiana. Apoio que obteve de imediato. “O clima de insegurança é grande por causa dos últimos crimes ocorridos na cidade. A PM faz um bom trabalho, mas pode melhorar muito o atendimento à população com a criação da Companhia, pois o contingente policial e as viaturas disponíveis são baixíssimas", afirmou Bruno Salsa.

Município polo na Mata Norte, Goiana tornou-se o mais novo centro de desenvolvimento econômico de Pernambuco com investimentos de grande porte como as fábricas da Jeep/Fiat Chrysler, de vidros planos Vivix  e do polo de hemoderivados Hemobrás. Essa nova realidade econômica, ao mesmo tempo em que traz enormes benefícios para o município e para a região, gera um clima de insegurança e de tensão, diante de crimes violentos ocorridos por toda a cidade.

1 Comentários:

luciana rosa disse...

legal estamos precisando

Postar um comentário

Os comentários aqui postados expressam a opinião
dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do Blog do Anderson Pereira.

 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-