quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Hemobrás: Novo bloco começa a funcionar na fábrica, em Goiana

O Bloco B-12 da fábrica da Hemobrás, em Goiana-PE, já foi entregue pelo consórcio responsável pela obra de engenharia e está recebendo os (as) novos (as) empregados (as) a partir desta semana. Com 1.457 metros quadrados, o B-12 é o prédio dedicado às atividades de manutenção da planta industrial, onde ocorrerá o trabalho de manutenção mecânica, elétrica e de instrumentação (equipamentos usados para medição). Além dessa área técnica específica, o ambiente abrigará, ainda, a Gerência de Engenharia e Automação (GEA), que atualmente possui duas frentes de ação: uma no escritório operacional da estatal, no Recife, e outra em um espaço provisório construído no próprio canteiro de obras.

Dentro do montante investido na construção da fábrica, de R$ 855 milhões, o bloco recebeu um aporte aproximado de R$ 3,6 mi para a edificação de dois pavimentos. No térreo, considerado mais operacional, foi planejado o local reservado às atividades de conservação do patrimônio, com ferramentaria e almoxarifado que proporcionarão pronto-atendimento das necessidades de pequeno porte. Também nesse piso é possível encontrar recepção, instalações para copa, vestiário e salas para brigada de incêndio, prestação de serviços terceirizados e um espaço para eventos.
De acordo com o gerente de Engenharia da Hemobrás, Marcelo Carrilho, a área técnica foi projetada com um pé direito com mais de oito metros de altura, o que permitirá a realização do trabalho com conforto, em virtude das condições climáticas da região. Também em virtude disso, o ambiente possuirá exaustores eólicos, sistemas que exploram a força dos ventos para eliminar problemas de circulação de ar. Portanto, um processo natural que não afeta o meio ambiente.

Já no pavimento superior funcionará o escritório administrativo, com capacidade para 44 estações de trabalho, sanitários, copa, duas salas de reunião e um arquivo documental. “Num primeiro momento, além da GEA, também seguem alguns profissionais das gerências de Incorporação Tecnológica e Processos (GITP) e Garantia da Qualidade (GGQ), para que eles possam acompanhar mais de perto as atividades de validação e qualificação dos prédios que estão sendo finalizados, enquanto não é construída a sede administrativa da Hemobrás”, explicou Carrilho.

Para o engenheiro mecânico Felipe Oliveira, o primeiro momento é a fase de adaptação. “Como nos mudamos agora, ainda estamos nos localizando, conhecendo o ambiente. Mas, com certeza, estamos num local bem maior e mais adequado para o nosso trabalho. O bloco é muito agradável e confortável”, resumiu. O técnico em eletrotécnica Francisco Araújo confirma a melhoria do espaço e ressalta que isso pode ajudar no desenvolvimento da equipe. “Com uma área ampliada, a equipe reunida em um mesmo ambiente pode render um aproveitamento melhor, tanto no crescimento profissional como no interpessoal”, destacou.

Assessoria

0 Comentários:

Postar um comentário

Os comentários aqui postados expressam a opinião
dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do Blog do Anderson Pereira.

 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-