quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

Goiana: Pneu se desprende de ônibus da Rodotur e por pouco não provoca uma tragédia

"O ônibus estava lotado e a gritaria foi grande"

Um fato inusitado por pouco não se transformou numa tragédia na Rodovia BR-101, em Goiana. Na tarde desta terça-feira (13), o pneu de um ônibus da empresa Rodotur que transportava cerca de 60 passageiros de Recife para Goiana, na linha Dantas Barreto, se desprendeu do veículo e foi parar nas margens da rodovia federal, próximo do viaduto da fábrica da FIAT.

Informações de internautas do Blog do Anderson Pereira que a roda se soltou devido a uma recente troca do pneu, que deixou os cerca de 10 parafusos folgados. A roda por pouco não bateu em um trabalhador da construção civil que estava próximo. "Quem estava dentro do ônibus o momento foi de terror. Pensávamos que íamos morrer, após um capotamento. Houve muita gritaria. Segundos antes do motorista tentar parar o veículo, ainda vimos a roda traseira do lado do ônibus e seguindo em direção a um homem que participava da construção do viaduto da FIAT. Por pouco ele não foi atingido, pois ele se jogou no chão e acabou se desviando do pneu", disse o morador da Usina Santa Tereza, Bruno Gomes.

Outro internauta do Blog, o estudante Evandro Ferreira, afirmou que o ônibus apresentava um barulho estranho desde a cidade de Igarassu, na Região Metropolitana do Recife, que foi aumentando gradativamente até a roda sair do eixo. Ele afirmou ainda que no transporte havia muitas mulheres e crianças.

1 Comentários:

P. Pedro disse...

Até quando os Goianenses vão se submeter a usar essa Empresa insalubre de nome RODOTUR, que não tem o mínimo de respeito pelos usuários, fornecendo um serviço de péssima qualidade com ônibus sujos sem conforto e sem manutenção. Está ai a prova, poderia ter acontecido uma tragédia. Porque essa Empresa detém o monopólio a décadas dessa linha e ninguém toma providencias?

Postar um comentário

Os comentários aqui postados expressam a opinião
dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do Blog do Anderson Pereira.

 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-