quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Reconhecimento: Câmara concede Título de Cidadão Goianense a Vilmar Gomes

Ontem (3) a Câmara Municipal realizou uma sessão solene para a entrega do Título de Cidadão Goianense ao comunicador Vilmar Gomes de Moura. Natural da cidade de Surubim, o icônico homem da mídia local foi reconhecido como mais um filho de Goiana, através de uma justa iniciativa do vereador Eduardo Batista.

Estiveram presentes no evento o prefeito de Goiana, Fred Gadelha, o ex-prefeito Henrique Fenelon, o presidente da Câmara Municipal, Renato Sandré, os vereadores Eduardo Batista, Zilde Barbosa, Laércio Melo, Arnaldo Oliveira, Ana Silveira, entre outras importantes figuras da sociedade goianense.

Vários oradores fizeram relatos emocionados sobre a atuação profissional de Vilmar. O vereador Zilde Barbosa mostrou-se inspirado pela ocasião, chegando a arrancar aplausos efusivos do público presente. Em seu discurso, Barbosa falou sobre a dedicação de Vilmar em relação a cultura, lembrando uma ocasão quando o comunicador prestou seus serviços gratuitamente a Banda Curica. "Me recordo quando lhe perguntei quanto a Curica estava lhe pagando para apresentar um evento e você me disse que da Curica não cobraria nada", disse.

Vilmar foi o último orador da noite, fechando a sessão solene em grande estilo. Famoso por sua espetacular eloquência, ele soube emocionar e fazer rir o publico presente como só os grandes mestres da comunicação conseguem. Contou alguns de seus famosos causos, fez relatos de sua atuação profissional, mostrou-se grato a cidade, família e amigos. Com seu discurso sempre afiado também pediu desculpas. "Quero me desculpar a todos por sempre ter falado tanto da mãe de vocês. Mas, hoje somos todos irmãos. Pois, agora Goiana é minha mãe também", disse.

Com informações do Blog do Felipe Andrade

0 Comentários:

Postar um comentário

Os comentários aqui postados expressam a opinião
dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do Blog do Anderson Pereira.

 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-