segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Saúde: Hemobrás inicia envio de plasma de Goiana para a França

Presidente Romulo Maciel Filho (centro) acompanhou o primeiro envio do plasma

A Empresa Brasileira de Hemoderivados e Biotecnologia (Hemobrás) realizou, na última quinta-feira (20/11), a primeira operação de envio de bolsas de plasma armazenadas em sua fábrica, no município de Goiana-PE, para a França. Durante três dias, cerca de 25 pessoas envolvidas no processo fizeram a preparação e acondicionamento dos páletes no Bloco B-01, onde fica estocado o produto, além do carregamento de todos os volumes em caminhão refrigerado especial. Nessa primeira remessa foram organizados 20 páletes, contendo mais de 33 mil bolsas do produto. Todo o plasma será fracionado em medicamentos, como albumina e imunoglobulina, que retornarão ao Brasil e serão distribuídos gratuitamente ao Sistema Único de Saúde (SUS).

O primeiro envio foi coordenado pela Gerência de Plasma e Hemoderivados (GPH) e acompanhado pelo presidente da Hemobrás, Romulo Maciel Filho, e por profissionais do Laboratório Francês de Biotecnologia (LFB), com quem a estatal vinculada ao Ministério da Saúde possui contrato de transferência de tecnologia. Isso significa que enquanto a unidade fabril da empresa está sendo construída, o laboratório é o responsável pela produção dos hemoderivados com o plasma brasileiro.
De Pernambuco, o carregamento terá como último ponto de parada no Brasil o Porto de Santos (SP), de onde seguirá para o laboratório europeu. “Foram mais de cinco meses trabalhando na parte logística dessa operação, porque ainda é difícil encontrar empresas nacionais que realizem o transporte da maneira adequada. Tudo foi bastante estudado, planejado e pensado para evitar qualquer perda ou prejuízo ao plasma, que é um produto extremamente sensível e valioso”, revelou a analista de Logística do LFB, Natalia Valles.

Para Eleonora Pires, farmacêutica e especialista em Produção de Hemoderivados e Biotecnologia da Hemobrás, a operação foi a conclusão de uma etapa muito aguardada. “Nossa atuação envolve o recebimento, triagem e formação dos lotes de plasma para exportação. Faltava esta última etapa para fechar o ciclo de B-01. Agora que concretizamos, tenho a certeza de dever cumprido. Fiquei muito emocionada com mais essa conquista”, comemorou.

Após a chegada dos paletes em São Paulo, serão agendadas as próximas coletas do material em Goiana. A previsão é que até o final deste ano ocorram mais duas remessas de plasma ao exterior.

Assessoria

0 Comentários:

Postar um comentário

Os comentários aqui postados expressam a opinião
dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do Blog do Anderson Pereira.

 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-