quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Cultura: Nazaré da Mata recebe Elba Ramalho no Festival Canavial


O Festival Canavial 2014 promete balançar o município de Nazaré da Mata neste sábado (15). A noite terá muita poesia, repentes, frevo, coco e forró. O destaque da programação deste dia será a participação da cantora Elba Ramalho, que promoverá uma grande festa do interior. A paraibana levantará a Praça da Catedral com as canções do CD Vambora Lá Dançar (2013) e sucessos que marcaram os seus 35 anos de carreira.

Antes do furacão Elba Ramalho, o palco dará espaço aos repentistas Ivanildo Vila Nova e Raulino Silva que inundarão a cidade com seus motes, sextilhas e oitavões. Famosa e reconhecida em todo o país, a dupla de repentistas já ganhou o Festival dos Festivais entre outros festivais e concursos.  O cantor e compositor Xangai subirá ao palco às 22h30 e, com a ajuda da sua viola, trará muita poesia e causos para a festa. O violeiro, indicado em 2003 ao Grammy Latino de Melhor Álbum de Música Regional pelo álbum Cantoria Brasileira, traz para o Festival Canavial 2014 sucessos, como “Nois é Jeca Mais é Joia”, “Matança”, “ABC do Preguiçoso”, e “Estampas Eucalol”.
Com seu coco bem feito, bem marcado e com influência negra e indígena, o Coco Raízes de Arcoverde representará a Mesorregião do Sertão Pernambucano. Criado por Lula Calixto, o grupo Coco Raízes de Arcoverde mantém viva a tradição de coco de trupé, porque os músicos, além dos instrumentos tradicionais de percussão, valem-se de pesados tamancos de madeira para dançar o coco a noite inteira sem parar com o tombo da jangada nas ondas do mar. O grupo tem três CDs Samba Coco Raízes de Arcoverde (2000), Godê Pavão (2003) e A Caravana Não Morreu (2010).

Já a Zona da Mata Norte será representada pelos grupos Orquestra Capa Bode e Guerreiros do Passo que apresentarão um espetáculo cênico com música e dança. Desde 2005, os Guerreiros do Passo desejam perpetuar o trabalho do Mestre Nascimento do Passo e preservar elementos coreográficos tradicionais da dança do Frevo. Já a Sociedade Musical Euterpina Juvenil Nazarena, conhecida como Capa Bode, foi fundada em 1º de janeiro de 1888. A Sociedade Musical mantém viva a tradição centenária das orquestras de frevo na região.

15 de novembro – Sábado
Local: Praça da Catedral

21:00 – Orquestra Capa Bode e Guerreiros do Passo
21:30 – Coco Raízes de Arcoverde
22:30 – Xangai
23:30 – Ivanildo Vila Nova e Raulino Silva

Assessoria

0 Comentários:

Postar um comentário

Os comentários aqui postados expressam a opinião
dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do Blog do Anderson Pereira.

 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-