quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Política: A Fiat no centro da briga PT versus PSDB

Anuncia-se a vinda de Lula a Pernambuco para participar de um comício na cidade de Goiana onde a candidata Marina Silva foi amplamente majoritária no primeiro turno. A escolha do local tem um caráter simbólico. Trata-se do município que recebeu a segunda fábrica da Fiat, no Brasil, graças a uma decisão do próprio Lula, então presidente da República, que a direcionou para Pernambuco por meio de uma Medida Provisória. Até aí, nada a reparar no comportamento dos petistas. O que se questiona é a afirmação do senador Humberto Costa de que o candidato Aécio Neves “trabalhou contra” Pernambuco porque se esforçou para manter a fábrica em Minas. Isso é o tipo do discurso que não dá um voto. O que o governador de Minas fez à época foi exatamente aquilo que os mineiros esperavam dele: esforçar-se para segurar a fábrica em seu Estado. Dizer que ele “trabalhou contra” Pernambuco é uma forçada de barra que não cola.

O ex-presidente Lula ajudou a trazer para Pernambuco a fábrica da Fiat por meio de uma Medida Provisória discutida previamente com o então governador Eduardo Campos

O PSB no governo Aécio
Se Aécio vencer a eleição presidencial, é certo como dois e dois são quatro que o PSB será chamado para participar do governo dele. Marina Silva já disse que não vai porque pretende dedicar-se integralmente à formação da Rede Sustentabilidade. Mas o partido tem outras opções como Beto Albuquerque (RS), a mais provável, e Júlio Delgado (MG). Se quiser fazer um gesto com Pernambuco, as opções seriam João Lyra Neto, Antônio Campos e Maurício Rands.

FolhaPE

0 Comentários:

Postar um comentário

Os comentários aqui postados expressam a opinião
dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do Blog do Anderson Pereira.

 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-