domingo, 26 de outubro de 2014

Eleições: Dilma e Aécio chegam ao dia da decisão com disputa mais acirrada desde 89

Na disputa presidencial mais acirrada desde o segundo turno das eleições de 1989, Dilma Rousseff (PT) chegou à véspera do dia do pleito empatada com seu adversário Aécio Neves (PSDB), de acordo com pesquisa concluída pelo Datafolha neste sábado (24).

A presidente aparece com 52% das intenções de votos válidos, sem contar brancos, nulos e indecisos. Aécio tem 48%. A pesquisa mostra um empate técnico no limite da margem de erro do levantamento, que é de dois pontos.

Em 89, Fernando Collor chegou ao fim do segundo turno com 52% dos válido, ante 48% de Lula.
Segundo o Datafolha, a probabilidade maior é de que Dilma esteja à frente do rival. As oscilações registradas desde a pesquisa anterior, concluída na quinta-feira (23), sugerem que Dilma parou de abrir vantagem e indicam que Aécio se recuperou nos dois maiores colégios eleitorais, São Paulo e Minas Gerais.

Dilma tem 47% dos votos totais, segundo o Datafolha, e Aécio está com 43%. Outros 5% se disseram inclinados a votar em branco ou anular, e 5% se declararam indecisos.
Aécio esboçou reação no Sudeste, onde oscilou de 54% para 56% desde o dia 23. No dia 9, ele tinha 62% na região. O movimento mais notável foi em Minas, onde abriu oito pontos de vantagem sobre Dilma. São Paulo continua sendo seu principal celeiro. Depois de recuar de 67% para 60%, ele recuperou três pontos, chegando a 63%.

Dilma conservou sua força no Nordeste e oscilou três pontos para cima na região Sul desde o mesmo dia 21.
A pesquisa mostrou que 60% viram pelo menos uma parte do último debate presidencial, exibido pela TV Globo na sexta-feira. São 85 milhões de eleitores. Entre eles, Aécio foi considerado o vencedor por 36%. Para 27%, Dilma foi a melhor. Outros 27% não souberam responder.

A pesquisa concluída no sábado não captura todos os efeitos que a repercussão do debate, do noticiário sobre corrupção na Petrobras e até mesmo das novas pesquisas podem ter sobre os eleitores.
O Datafolha também apurou que Aécio é rejeitado por 41% e Dilma, por 38%. O sentimento de mudança segue forte: 72% querem que as ações do próximo presidente sejam diferentes. Para 45%, a própria Dilma é a mais preparada para conduzir as mudanças. Aécio é citado por 43%.

O Datafolha entrevistou 19.318 eleitores para esta pesquisa, realizada por encomenda da Folha e da TV Globo.

Pesquisa do Ibope com 3.010 eleitores na sexta e no sábado mostrou Dilma com 53% dos válidos e Aécio com 47%. A margem de erro também é de dois pontos. O estudo foi feito a pedido da TV Globo e do jornal "O Estado de S. Paulo".

Folha de São Paulo

0 Comentários:

Postar um comentário

Os comentários aqui postados expressam a opinião
dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do Blog do Anderson Pereira.

 
-
-
Todos os direitos reservados à Anderson Pereira. Obtenha prévia autorização para republicação.
-