sexta-feira, 15 de março de 2013

Economia: Magneti Marelli terá duas unidades no Estado para atender a FIAT em Goiana

A Magneti Marelli, empresa subsidiária do Grupo Fiat, terá duas unidades fabris em Pernambuco para atender a fábrica da montadora italiana que está sendo construída em Goiana, Zona da Mata, e outras duas montadoras na Bahia. Serão três linhas de produtos. A unidade que ficará no Polo Automotivo do Estado fará a produção de plásticos para tanques e peças menores, além de sistemas de suspensão, conforme explicaram fontes do setor, ontem, após afirmação do presidente do novo presidente da Magneti Marelli para o Mercosul, Edison Lino Duarte.

“A unidade de escapamentos também será em Pernambuco, mas deve ficar fora do complexo porque atenderá a Ford, em Camaçari (BA), e a JAC (que será construída também na cidade baiana)”, explicou Duarte. Ele não estimou valores para os investimentos. A planta pernambucana da Fiat será erguida com recursos de R$ 7 bilhões, incluindo fábrica, pista de testes e centro de pesquisas. A operação deve iniciar no segundo semestre de 2014.

Atualmente, a Magneti Marelli opera a fábrica de chicotes TCA, em Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife (RMR), empresa de identidade própria e controlada pela Fiat. A unidade foi adquirida no fim de 2010 para que os italianos pudessem usufruir da Lei Federal 9.440/97, que estabelece benefícios fiscais para o desenvolvimento regional.

Por meio da assessoria de Imprensa, a Magneti Marelli negou que estejam confirmados novos investimentos para o Estado, mas explicou que há o interesse em ficar dentro de qualquer complexo produtivo da montadora Fiat no Brasil, como ocorre em todo mundo. Em novembro do ano passado, o então presidente da subsidiária, Eugenio Razelli, afirmou que a empresa investiria em Pernambuco.

Em Betim (MG), por exemplo, o pacote entregue pela Magneti Marelli à linha de montagem da Fiat inclui mais de uma centena de peças plásticas, de borracha e metálicas, além de centrais eletrônicas. Somente para o Novo Palio na versão com câmbio automático Dualogic, a Magnetti responde por 30% em va­lor dos componentes utilizados. Em 2013, os investimen­tos da companhia no Brasil se­rão de R$ 200 milhões. A Fiat disse que não comenta afirmações de fornecedores.

FolhaPE

0 Comentários:

Postar um comentário

Os comentários aqui postados expressam a opinião
dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do Blog do Anderson Pereira.